quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

PASSAGEM DE ÔNIBUS MAIS CARA EM FORTALEZA

A Prefeitura de Fortaleza, cedendo as pressões do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (SINDIÔNIBUS), entidade representativa do patronato rodoviário no Estado, elevou em quase 12% o valor da passagem do transporte coletivo mais utilizado pela população, passando dos atuais R$ 1,80 para R$ 2,00, a partir do próximo dia 6 de março. Houve aumento também na Tarifa Social, aos domingos, antes ao custo de R$ 1,20, e agora, reajustada em 16,7%, passando a R$ 1,40.
Somente no Terminal de Parangaba, as estimativas apontam para 400 mil usuários por dia, somados aos outros seis terminais (Siqueira, Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Lagoa, Papicu, Messejana), além das linhas Centrais e outras que não acessam aos terminais, os lucros das empresas de ônibus de nossa capital são incalculáveis e inaceitáveis em face da dura realidade da classe trabalhadora, que se aventura dentro de transportes lotados e sucateados todos os dias.
O SINDIÔNIBUS desde o início pressionou por um reajuste de 22,3%, com o custo da passagem em R$ 2,20, alegando que estariam com as contas deficitárias decorrentes do aumento de custos com peças, combustível e ainda por conta do reajuste salarial de 7% concedido aos trabalhadores do setor pela Justiça do Trabalho em 2010.
            A Prefeitura de Fortaleza, em seu site oficial, destaca que o aumento assinado pela prefeita Luizianne Lins é 11% menor do que o pedido pelos empresários do setor, mas não diagnostica o impacto financeiro do aumento para os usuários, além de lançar, como forma de minimizar tal impacto não calculado, a “Hora Social”, que manterá o atual valor das passagens, entre as 9 e 10 horas da manhã, e das 15 as 16 horas da tarde. Vale ressaltar que os horários em que os estudantes e trabalhadores fortalezenses mais se utilizam dos transportes coletivos não são estes da “Hora Social”.
            Nesta quinta-feira, 24, estudantes secundaristas e universitários realizaram manifestação contrária ao aumento concedido pela Prefeitura, exigindo a diminuição do valor da passagem em Fortaleza, para R$ 1,40, além da gratuidade do transporte para os estudantes.
AUMENTAR A PASSAGEM DE ÔNIBUS É AGREDIR A CLASSE TRABALHADORA!!!

COMITÊ DE LUTA CONTRA O NEOLIBERALISMO - CEARÁ
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário