terça-feira, 31 de maio de 2011

"Caminhando é que se faz o caminho"


CLCN-CE RECEBE A CAMARADA OSMARINA PORTAL EM SUA 8ª PLENÁRIA DE LUTA!!!

                No último domingo, 29 de maio, o Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo - Ceará realizou a sua 8ª Plenária, que contou com a presença da camarada Osmarina Portal, Coordenadora do Movimento Nacional de Luta Contra o Neoliberalismo. Estiveram presentes delegações de várias localidades, como Paracuru, Umirim, Canindé, e diversos bairros da capital, como Bela Vista, João XXIII, Mondubim, Alvaro Weyne, dentre outros.

                O evento teve início com a apresentação do Documentário "BURGUESA, histórias de gente e de lixo", produção da historiadora Giane Maria de Sousa, que com um bom tom de ironia garantiu a atenção de todos os presentes. Logo após, o camarada PH, do Núcleo Cultural do CLCN-CE, fez a leitura da Nota "Organizar o Povo", utilizada no trabalho de agitação e convocação para a Plenária.



                Passada a leitura, o Prof. Flavio Wirtzbick, representante do Centro de Educação Popular e Pesquisas Econômicas e Sociais (CEPPES), apresentou a convidada do dia, destacando o histórico de lutas em que a Camarada Osmarina esteve presente e que portanto a qualificam como uma heroína na Luta dos Trabalhadores no Brasil. Osmarina, com sua simplicidade e apaixonante bravura contagiou as lideranças presentes, exclamando que somente com a Organização Popular será possível a verdadeira liberdade para a Classe Trabalhadora.

                 Osmarina Citou ainda a importância de se continuar o trabalho começado por Prestes, Lamarca, Marighela, e ainda Guevara, Fidel, Lênin, apropriando-se da teoria revolucionária, o Marxismo-Leninismo, e contribuindo para o processo de conscientização e organização da Classe fecunda, dos trabalhadores.


               Depois da fala da convidada, o camarada Cristian, do Núcleo do Alvaro Weyne, abrilhantou o evento com uma apresentação de Dança de Rua que descontraiu e agitou o público. Posteriormente, facultada a palavra, fizeram uso da mesma diversos dos presentes, entre eles Chico Malta, Correspondente do Jornal Inverta, que apontou a luta contra as injustiças sociais, como o ponto de unidade do Comitê, e que diante disto, todos aqueles que se sentirem oprimidos por cor, gênero, orientação sexual, dentre outras formas de segregar próprias do Sistema Capitalista, devem organizar-se nas fileiras dos Comitês de Luta Contra o Neoliberalismo.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário