segunda-feira, 13 de julho de 2015

Não a criminalização do Movimento Estudantil!

Na ultima quinta-feira, 9/07, três alunos da UECE – Universidade Estadual do Ceará - foram atropelados durante a manifestação legítima que denunciava os cortes na Educação, os cortes nas bolsas do PIBID, das bolsas de Extensão e PRAE.
Quebrar o ovo da serpente!

Aproximadamente cerca de 100 estudantes fecharam uma das vias da Avenida Silas Munguba, realizando intervenções e parando o trânsito com faixas e cartazes. Foi quando um carro Fox Vermelho avançou em cima dos estudantes, ferindo dois e arrastando o terceiro no capô por 30 metros. O motorista fugiu sem prestar socorro.

Não é a primeira vez que isso acontece, em abril, três estudantes secundaristas foram atropelados durante uma manifestação por melhorias na infraestrutura do colégio Manuel Devoto, em Salvador(Ba).

Tal fato só demonstra que o que há muito tem sido denunciado: a criminalização dos movimentos sociais, do movimento estudantil e da juventude, além da onda fascista que ameaça todo o Brasil.

O cenário que se avizinha é de acirramento da luta de classes, na medida em que ambos os interesses ficam mais nítidos. Cada vez mais os trabalhadores serão chamados a se alinhar na luta contra o neoliberalismo, anti-imperialista e anticapitalista. Ao mesmo tempo, buscar a unidade de organizações e partidos para enfrentar o imperialismo e o fascismo das oligarquias.

Todo apoio e solidariedade ao Movimento Estudantil da UECE!

Ousar lutar, ousar vencer!



Juventude 5 de Julho - Ceará
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário