quinta-feira, 2 de março de 2017

A educação dos Quadros Propagandistas

O DESENVOLVER A PROPAGANDA DO MARXISMO-LENINISMO, o Partido Bolchevique se apóia nos inúmeros quadros de propagandistas que formou. A qualidade e o nível ideológico dos cursos que se realizam na rede da educação partidária dependem, em grande parte, desses quadros, de sua preparação marxista-leninista. O êxito da orientação que as organizações do Partido imprimem ao ensino do marxismo-leninismo é determinado, antes de tudo, pela seriedade com que se entregam à seleção, distribuição e educação dos quadros de propagandistas.

Saber apreciar o valor desses quadros, formá-los e armá-los com a teoria marxista-leninista, ajudá-los a dominar a arte da propaganda bolchevique, elevar sua responsabilidade na tarefa que lhes cabe executar constitui a condição mais importante para a elevação da propaganda partidária.

Durante o corrente ano letivo, na região de Kalínin ampliou-se a rede da educação partidária, principalmente nos escalões superiores. O número de círculos de estudo do «Compêndio de História do P.C.(b) da URSS» utilizando outras obras dos clássicos do marxismo-leninismo aumentou de 432 para 652, e a quantidade de alunos passou de 6.461 a 9.408. Nas universidades noturnas de marxismo-leninismo estudam atualmente 1.265 pessoas — muito mais do que no ano passado. Aumentou o número de círculos de estudo de materialismo dialético e histórico e de economia política. Parte considerável dos comunistas estuda a teoria marxista-leninista através da leitura individual das obras de Marx, Engels, Lênin e Stálin. Esforçando-se por elevar o nível ideológico dos cursos em todo o sistema de educação partidária, as organizações do Partido na região de Kalínin dispensam maior atenção ao trabalho com os propagandistas.

Durante o corrente ano letivo, o corpo de propagandistas da região de Kalínin progrediu no sentido quantitativo e no qualitativo. Mais de 7.400 comunistas realizam atualmente trabalho de propaganda — o que representa quase mil pessoas a mais do que no último ano letivo (1950-1951). O número de propagandistas com educação superior completa e incompleta aumentou em mais de 1.500 pessoas. Entre os propagandistas há 1.698 professores, 815 engenheiros e técnicos, e 247 especialistas da agricultura. A maioria dos propagandistas possui apreciável experiência: mais da metade do total geral dos propagandistas já trabalha na rede da educação partidária há três ou mais anos.

Particular atenção é dedicada à incorporação dos ativistas e dos dirigentes do Partido no trabalho da propaganda do marxismo-leninismo. A participação pessoal dos secretários e de outros militantes dos Comitês, Distritais e dos Comitês Urbanos do Partido na atividade de propaganda tem significação extraordinariamente importante na elevação do nível da educação partidária. Ao realizar seminários e conferências de propagandistas, e ao realizar conferências e apresentar informes, os militantes dirigentes do Partido estudam melhor os quadros de propagandistas e a situação da educação partidária. Isso lhes dá a possibilidade de tomar a tempo medidas destinadas à melhoria da organização do aprendizado do marxismo-leninismo. Como a experiência demonstra, a participação direta dos quadros dirigentes na propaganda do marxismo-leninismo concorre para seu progresso ideológico e teórico — o que se reflete de maneira positiva em todo seu trabalho prático.

Cada vez maior é o número dos militantes dirigentes do Partido que participam ativamente dos trabalhos de propaganda.

Se durante o último ano letivo 812 militantes do Partido realizaram trabalho de propaganda, já hoje o fazem 1.192. Entre esses há 62 secretários, e 186 chefes de secções de gabinetes do Partido nos Comitês Urbanos e nos Comitês Distritais. As organizações partidárias e os ativistas do Partido criticam severamente o fato — que ainda hoje se observa — de dirigentes do Partido se afastarem voluntariamente de sua participação direta na propaganda do marxismo-leninismo. É instrutiva, a esse respeito, a assembléia dos ativistas regionais do Partido realizada em janeiro de 1952 e dedicada às questões de propaganda partidária. Foram ali severamente criticados os secretários dos Comitês Distritais do Partido em Turguínov e em Kírov — e de outros Comitês Distritais — que se afastaram da participação pessoal no trabalho de propaganda.

Resolveu a assembléia que os dirigentes do Partido participem ativamente da propaganda do marxismo-leninismo, vendo nisso um dos meios mais importantes para a melhoria da direção da educação partidária.

Afirmava V. I Lênin que para ser um propagandista fiel aos princípios, firme e capaz «é necessário estudar bem e adquirir experiências» e que «devemos fazer com que se especializem, interessar-nos muito pelos mesmos, e cuidar deles duplamente».(1) Essas indicações de Lênin determinam a orientação da atividade das organizações do Partido no que se refere a seleção e aproveitamento dos quadros de propagandistas. Uma vez que a formação de um propagandista exige tempo, é preciso zelar pelo fortalecimento dos quadros de propagandistas, e por que eles progridam e se aperfeiçoem continuamente.

Durante os últimos anos, as organizações do Partido na região de Kalínin realizaram considerável trabalho para a formação de quadros de propagandistas capazes. Nas organizações do Partido formou-se sólida equipe de dirigentes de escolas e de círculos, assim como também de conferencistas e consultores que conhecem e amam seu trabalho. Estamos, porém, ainda bem longe de acabar definitivamente com a flutuação dos quadros de propagandistas e com as sérias deficiências em seu aproveitamento. Alguns Comitês Distritais do Partido apresentam como dirigentes de escolas e de círculos pessoas contra-indicadas para o cargo e, naturalmente, são forçados depois a substituí-las por outras. Há casos em que comunistas que terminaram o curso de propagandista não são designados para o trabalho de propaganda.

A especialização dos quadros de propagandistas é dificultada quando os propagandistas são demasiadamente sobrecarregados com outras tarefas partidárias. Não se toma em consideração a circunstância de que dirigir círculos e escolas políticas e trabalhar como conferencista e consultor representa uma tarefa partidária básica, que exige do comunista um trabalho grande e intenso e da organização do Partido uma grande ajuda ao comunista e uma atitude solícita para com o mesmo.

A experiência adquirida pelo Comitê Distrital do P.C.(b) da URSS em Novopromichlienni, na cidade de Kalínin, comprova as grandes possibilidades que existem, nas organizações do Partido, para a formação de bons propagandistas.

Em conseqüência do rápido desenvolvimento industrial, do distrito, a organização local do Partido aumenta continuamente e a rede da educação partidária se amplia, o que exige um número cada vez maior de propagandistas bem preparados.

O Comitê Distrital do Partido não só fornece propagandistas à rede da educação partidária, como também cria a necessária reserva, prevendo maior ampliação dessa rede.

Os ativistas do Partido e dos Soviéts, os membros do Comitê Distrital do Partido e os militantes do aparelho do Comitê Distrital são amplamente incorporados ao trabalho de propaganda no distrito de Novopromichlienni. Assim é que o camarada Volkov — 1.º Secretário do Comitê Distrital — realiza conferências nos seminários e assembléias de propagandistas e na escola noturna do Partido; que o camarada Riabínin — Secretário do Comitê Distrital — e a camarada Samóilova — chefe da secção das organizações partidárias, sindicais e do Komsomol — são professores, na escola noturna do Partido, de um curso de construção do Partido; e que militantes da secção de propaganda e agitação dirigem seminários de propagandistas.

Engenheiros e técnicos e, em particular, jovens especialistas comunistas que chegaram às empresas do distrito após conclusão de curso em instituições de ensino técnico superior e médio constituem considerável grupo de propagandistas. Cerca da metade dos propagandistas receberam preparação marxista-leninista na universidade noturna de marxismo-leninismo de Kalínin, na escola noturna do Partido e em outros escalões superiores da educação partidária. Deve observar-se que o número de propagandistas que se formam na universidade noturna de marxismo-leninismo aumenta de ano para ano no distrito de Novopromichlienni. Na universidade noturna se forja uma reserva de propagandistas para a rede da educação partidária.

É característico o fato de não ter havido durante o corrente ano letivo, em todo o distrito, no trabalho de propaganda, qualquer caso de dispensa de comunistas por falta de preparo.

Os resultados positivos alcançados pela organização do Partido no distrito de Novopromichlienni na seleção e fortalecimento dos quadros de propagandistas são uma conseqüência do fato de o Comitê Distrital — em conjunto — e seus secretários cuidarem dessa tarefa. Participando pessoalmente do trabalho de propaganda e convivendo com os propagandistas, os secretários têm a possibilidade de estudar os quadros em todos os sentidos e de distribuí-los de maneira justa. A experiência adquirida pelo Comitê Distrital em Novopromichlienni e por vários outros Comitês Distritais do Partido demonstra que em todos os lugares onde esses órgãos cuidam — diariamente e com conhecimento de causa — da seleção e distribuição dos quadros de propagandistas, com maior êxito se resolve o problema da elevação do nível teórico dos cursos na rede da educação partidária.

* * *

A SELEÇÃO E A DISTRIBUIÇÃO DOS QUADROS DE PROPAGANDISTAS acham-se indissolüvelmente ligadas a seu aprendizado e educação. Só poderemos conseguir êxito na atividade desses quadros, seu progresso e aperfeiçoamento, se diariamente cuidarmos de armá-los de conhecimentos e habituá-los ao trabalho de propaganda. O zelo pela elevação do nível ideológico e teórico dos dirigentes de escolas e círculos e dos conferencistas e consultores extras constitui o elemento principal de todo o trabalho das organizações do Partido com os propagandistas.

A formação e o aperfeiçoamento dos quadros de propagandistas nas organizações do Partido na região de Kalínin adquirem amplitude cada vez maior. Durante os últimos dois anos, 1.730 propagandistas aperfeiçoaram-se em cursos anexos ao Comitê Urbano e ao Comitê Regional do Partido. Assim é que durante o verão de 1951 estudaram nos cursos mensais anexos ao Comitê Regional do Partido mais de 340 propagandistas dos círculos de tipo superior para o estudo da história do P.C. (b) da URSS e dos círculos de estudo de materialismo dialético e histórico, e consultores das escolas noturnas do Partido. Além disso, durante o verão de 1951, 120 dirigentes de seminários de propagandistas terminaram os cursos anexos ao Comitê Regional do Partido.

Anexos a todos os Comitês Urbanos e Comitês distritais do Partido foram criados seminários destinados à melhoria do preparo teórico e metodológico dos propagandistas. Foram incorporados à direção dos seminários 189 militantes do Partido, entre eles 12 secretários de Comitês Urbanos e Comitês Distritais do Partido, 86 chefes de secções e de gabinetes do Partido nos Comitês Distritais e nos Comitês Urbanos, e 85 propagandistas titulares.

Cuidando de elevar o nível ideológico dos estudos nos seminários, o Comitê Regional do Partido intensificou sua ajuda aos Comitês Distritais e aos Comitês Urbanos por meio de conferencistas qualificados. Conferencistas titulares e suplentes do Comitê Regional do PC. (b) da URSS comparecem sistematicamente aos distritos a fim de realizar conferências nos seminários de propagandistas. Levando em conta que os distritos rurais sentem particular necessidade de conferencistas qualificados, o Comitê Regional do Partido envia ao campo, em primeiro lugar, seus conferencistas. Em Pogoriélsk, Konákov, Molodótud, Turguínov, Ovinistchensk, e em vários outros distritos os conferencistas do Comitê Regional — atendendo a pedidos dos Comitês Distritais do Partido — pronunciaram, nos seminários, conferências sobre a filosofia marxista-leninista. Os conferencistas respondem não apenas a inúmeras perguntas dos propagandistas sobre o tema da conferência, mas, também, a consultas sobre outros problemas da história e da teoria do Partido Bolchevique.

Os ensaios e os informes constituem importantes forma de desenvolvimento da atividade dos' participantes dos seminários.

A experiência demonstra que os ensaios concorrem para que sejam mais profundamente assimiladas as idéias fundamentais das obras estudadas dos clássicos do marxismo-leninismo, e aperfeiçoados os hábitos de estudo individual dessas obras.

Os dirigentes dos seminários têm a possibilidade de mais circunstanciadamente aquilatar o nível de preparo de cada propagandista, assim como sua habilidade no analisar e generalizar o material estudado.

No distrito de Bologov são amplamente utilizados informes e conferências nos seminários de propagandistas. Por exemplo: foi interessante e rico de conteúdo o debate de ensaios sobre o tema «O Partido Bolchevique durante os anos de ascenso do movimento operários antes da primeira guerra imperialista», nas reuniões do seminário dos dirigentes dos círculos de tipo básico para estudo da história do P.C. (b) da URSS. Os dirigentes dos seminários realizam consultas individuais com propagandistas, que preparam informes e ensaios. Durante as consultas, os dirigentes explicam os problemas que surgem no decurso da preparação dos ensaios e informes; aconselham a melhor maneira de estudar os livros, e indicam leituras complementares e o material didático que deve ser usado. Interessam-se também pela metodologia que deve orientar o trabalho individual dos propagandistas, e pelo caráter de suas notas e sumários.

O êxito dos seminários depende de os propagandistas estudarem individualmente, de maneira profunda, as obras dos clássicos do marxismo-leninismo. Entretanto, não é em toda parte que assim se procede. No distrito de Zavídov os seminários de propagandistas são realizados de maneira errônea: seus participantes pouco estudam as obras dos clássicos, assim como não participam ativamente dos trabalhos no seminário. O estudo se limita principalmente à audição de conferências e informes sobre temas teóricos e sobre questões de metodologia, e não há debates fraternais sobre problemas teóricos. É evidente que esse tipo de seminário pouco ajuda os propagandistas. Isso se explica pelo fato de o Comitê Distrital do Partido em Zavídov dirigir deficientemente os seminários dos propagandistas; os secretários do Comitê Distrital quase não comparecem aos trabalhos dos seminários e por esses não se interessam.

Em alguns distritos — em Ramiéchkov, por exemplo — os seminários são realizados raramente, verificando-se que parte dos propagandistas jamais comparecem aos seminários ou só uma ou outra vez ali aparecem. Sem qualquer fundamento, alguns Comitês Distritais dispensam do estudo nos seminários parte considerável de propagandistas, o que se reflete negativamente sobre a qualidade dos trabalhos dos círculos e escolas dirigidos por esses propagandistas.

A par com os seminários, muitos Comitês Distritais do P. C. (b) da URSS realizam sistematicamente conferências com propagandistas. Nas conferências discutem-se o conteúdo dos estudos e a prática do trabalho de propaganda, e se lêem conferências e informes sobre os problemas atuais da política interna e externa da URSS, sobre as conquistas da ciência e da técnica e sobre as imediatas tarefas econômicas e políticas das organizações do Partido.

As organizações do Partido começaram a realizar mais amiúde conferências especialmente destinadas aos propagandistas dos círculos de tipo básico, de círculos de tipo superior, e outras destinadas somente a consultores suplentes, etc.. A prática demonstra que essas conferências permitem sejam melhor consideradas as necessidades dos diferentes grupos de propagandistas, e mais bem organizada a troca de experiências.

Durante o corrente ano letivo, aumentou consideravelmente o número de consultores-suplentes destacados para a ajuda aos comunistas que estudam individualmente a teoria. Com o objetivo de trocar experiências, o Comitê Regional do Partido realizou em janeiro uma conferência de consultores suplentes. Os participantes da reunião ouviram conferências sobre temas teóricos e também discutiram as questões relativas ao estudo individual dos clássicos e à elaboração de sumários e ensaios.

Por ocasião do seminário regional entre conferencistas titulares e suplentes dos Comitês Urbanos e dos Comitês Distritais do Partido foram lidas conferências sobre os mais atuais problemas teóricos e de política em geral, assim como informes sobre os temas «A mestria do conferencista» e «O cultivo da dicção do conferencista» sobre as tarefas da organização regional do Partido na construção econômica e cultural.

Os participantes do seminário discutiram o informe sobre o estado do trabalho dos grupos de conferências dos Comitês do Partido e as medidas destinadas à melhoria desse trabalho, e analisaram circunstanciadamente o texto da conferência de um dos conferencistas suplentes do Comitê Distrital do Partido em Staritsk sobre o tema «O trabalho do camarada Stálin Materialismo Dialético e Histórico».

Os gabinetes do Partido — mais de 70 na região — prestam apreciável ajuda aos propagandistas. Assim é que no gabinete do Partido anexo ao Comitê Urbano do Partido em Kalínin, como ajuda aos dirigentes dos seminários dos propagandistas e aos consultores suplentes, se realizam ciclos de conferências sobre a história do P. C. (b) da URSS, sobre filosofia e sobre economia política, e também se organizam consultas sobre questões teóricas e metodológicas. A quantidade de consultas feitas pelos propagandistas durante o corrente ano elevou-se ao dobro; realizam-se consultas coletivas, além das consultas individuais. Realizaram-se consultas coletivas, por exemplo, sobre os seguintes temas: «O marxismo-leninismo, a infra-estrutura e a superestrutura», «A teoria marxista-leninista sobre a questão nacional e colonial» e «As forças-motrizes da sociedade soviética». A biblioteca do gabinete do Partido — que conta com 30 mil exemplares de livros e folhetos; grande quantidade de material didático, e coleções de muitas revistas e jornais — proporciona aos dirigentes das escolas políticas e dos círculos a literatura necessária. A biblioteca realiza coleta de informações e trabalhos bibliográficos, elabora listas de livros recomendáveis e organiza exposições sobre determinados temas.

Merecem aprovação as visitas que — atendendo a consultas e como ajuda aos propagandistas no campo — fazem algumas secções de propaganda e agitação e gabinetes do Partido de alguns Comitês Distritais. Por exemplo: os militantes da secretaria de propaganda e agitação do Comitê Distrital do Partido em Kachinsk comparecem aos organismos de base do Partido no campo e ali organizam consultas — destinadas aos propagandistas — sobre problemas teóricos e metodológicos.

Intensificar a ajuda aos propagandistas é a tarefa mais importante dos gabinetes do Partido. Dedicou-se a esse problema o seminário de chefes de gabinetes do Partido que se realizou em meados do atual ano letivo por convocação do Comitê Regional do Partido. No seminário discutiram-se o informe do chefe do gabinete do Partido no Comitê Urbano de Rjiév sobre a ajuda aos dirigentes das escolas e dos círculos, e o informe do chefe do gabinete do Partido no Comitê Urbano de Vichnievolótsk sobre a ajuda a consultores suplentes. Grande atenção foi dedicada ao papel dos gabinetes do Partido na generalização da experiência dos propagandistas. O Comitê Regional do Partido reuniu também os chefes das Bibliotecas dos gabinetes do Partido, e no seminário que com os mesmos se realizou foram debatidos os problemas relativos ao trabalho informativo e bibliográfico, à planificação e controle do trabalho da biblioteca, etc. Os participantes do seminário debateram o informe sobre as tarefas que na educação partidária cabem às bibliotecas dos gabinetes do Partido.

A ajuda dos propagandistas mais experimentados aos principiantes constitui um dos meios da melhoria da qualificação dos quadros jovens de propagandistas. Essa ajuda foi organizada pelos Comitês Distritais e pelos Comitês Urbanos do Partido. Assimilando a valiosíssima experiência acumulada pelos camaradas mais antigos, a juventude rapidamente progride, e adquire confiança em suas forças e os hábitos do trabalho de propaganda. O camarada Poliákov — propagandista experimentado do distrito agrícola de Kalínin — ajuda o camarada Gavrich — jovem propagandista — em seus estudos. Notando que o camarada Gavrich formulava erradamente as perguntas por ocasião da palestra e que os ouvintes, via de regra, davam respostas lacônicas, o camarada Poliákov ajudou o jovem propagandista na elaboração de perguntas e lhe deu conselhos sobre a melhor maneira de desenvolver uma palestra viva e de como incorporar à mesma todos os presentes. Em vários distritos, por ocasião dos seminários de propagandistas, os camaradas mais preparados falam de sua experiência e da maneira por que ajudam os jovens propagandistas ao serem discutidos o conteúdo e a metodologia dos trabalhos nos círculos e nas escolas políticas.

É necessário que a imprensa local — e particularmente o jornal regional «Pravda de Kalínin» — intensifique sua ajuda aos propagandistas. O nível dos artigos teóricos, das consultas e das respostas a perguntas dos leitores publicadas no jornal não é hoje suficientemente elevado. Nos artigos e correspondências sobre a experiência de alguns círculos e escolas políticas, os propagandistas devem esclarecer mais profundamente o conteúdo do aprendizado marxista-leninista e os problemas relativos à luta pela melhoria qualitativa dos trabalhos.

* * *

A SOLICITUDE PARA COM OS PROPAGANDISTAS e sua preparação teórica e metodológica deve ser ligada a uma elevada exigência com os mesmos por parte do controle. No fundo, controlar o trabalho dos propagandistas significa verificar o conteúdo dos trabalhos que realizam, analisar de maneira justa os mesmos e indicar as medidas para a elevação de seu nível.

As prestações de contas feitas pelos propagandistas ao Bureau dos Comitês Distritais do Partido constituem uma das formas de controle. Por exemplo: no Bureau do Comitê Distrital de Kachinsk foi analisado o relatório apresentado pelo propagandista camarada Krupiénin, dirigente do círculo de estudo do "Compêndio de História do P. C. (b) da URSS" anexo à organização do Partido no «Kolkhoz Stálin». No processo de preparação da questão foi cuidadosamente estudado o trabalho do mesmo propagandista e do círculo que dirige. O propagandista titular do Comitê Distrital do Partido compareceu a alguns trabalhos do círculo; palestrou com o dirigente do círculo e com os alunos, e explicou como se assimila o material que se estuda.

No Bureau do Comitê Distrital foi ouvido não só o informe do dirigente do círculo mas também um co-informe apresentado pelo propagandista titular sobre os resultados do controle. Por ocasião do debate foram assinaladas deficiências na organização do trabalho do círculo e no conteúdo dos trabalhos, sendo observado que em conseqüência de uma preparação insuficiente para alguns círculos o propagandista expunha uma série de questões teóricas de maneira superficial, sem as ligar à atualidade. O Comitê Distrital indicou medidas concretas para a melhoria do trabalho do círculo, medidas essas que deviam ser postas em prática pelo próprio propagandista, pelo secretário do organismo de base do Partido e pela secretaria de propaganda e agitação anexa ao Comitê Distrital do P. C. (b) da URSS.

O gabinete do Partido no Comitê Distrital forneceu ao dirigente do círculo a literatura e o material didático necessários, e os militantes da secretaria de propaganda e agitação prestaram-lhe ajuda prática no local. Tudo isso deu resultados positivos — os trabalhos começaram a se realizar de maneira consideravelmente melhor.

É importante que, par a par com a audição periódica de relatórios apresentados pelos propagandistas, se realize um controle diário com o fim de serem evitadas deficiências. O controle alcança seu objetivo quando é planificado, quando os resultados do estudo da experiência dos círculos e das escolas são analisados e generalizados, e quando com base nessa experiência aprendem todos os propagandistas.

O Comitê Regional do Partido em Sandóvski melhorou o controle do trabalho dos propagandistas. Os militantes do Comitê Distrital comparecem sistematicamente às escolas políticas e aos círculos; analisam o conteúdo dos trabalhos, e prestam ajuda, no próprio local, na correção das falhas. O Comitê Distrital do Partido assinala mensalmente os círculos e escolas políticas a serem controlados durante o mês, assim como os problemas relativos à educação partidária a serem analisados; no Bureau do Comitê Distrital. Propagandistas titulares do Comitê Distrital rural do Partido em Kalínin freqüentam regularmente as aulas das escolas e dos círculos; o seminário de propagandistas é informado sobre as conclusões decorrentes do material recolhido durante o mês e generalizado.

Entretanto, o controle do trabalho dos propagandistas está mal organizado em muitas organizações do Partido, principalmente nos distritos rurais. Um exemplo: no distrito de Lukóvnikov, até o fim de março nenhum dos militantes do Comitê Distrital compareceu a um terço dos círculos e escolas políticas. Ao controlar o trabalho das escolas políticas e dos círculos, os militantes do Comitê Distrital do Partido em Vissókov prestam pouca atenção ao conteúdo dos trabalhos.

Devemos utilizar com justeza os propagandistas titulares dos Comitês Distritais e dos Comitês Urbanos do Partido na ajuda aos dirigentes das escolas e, dos círculos, aos conferencistas e aos consultores suplentes. Grande parte dos propagandistas titulares trabalha nos seminários dos dirigentes das escolas e dos círculos, e nos seminários dos consultores suplentes. Como a prática revela, os propagandistas titulares que têm experiência pessoal da direção de círculos e escolas realizam essa tarefa com maior êxito. É importante que os propagandistas titulares que não possuem essa experiência possam adquiri-la através de trabalhos nos círculos e nas escolas — isso lhes permitirá penetrar mais profundamente no conteúdo dos trabalhos realizados pelos propagandistas suplentes, assim como estudar seus processos e métodos justos. Não é possível, considerar como acertado, porém, que alguns propagandistas titulares se disponham a dirigir dois e até mesmo três círculos, principalmente quando se trata de kolkhozes e soviéts rurais, geralmente afastados do centro do distrito. Sobrecarregados de trabalho, os propagandistas titulares muitas vezes não têm a possibilidade de comparecer aos círculos e escolas políticas dirigidos por propagandistas suplentes.

Ultimamente, os problemas relativos à propaganda partidária e, em particular, ao trabalho com os quadros de propagandistas são com mais freqüência debatidos nas reuniões do Bureau e nos Plenos dos Comitês do Partido, nas assembléias dos ativistas do Partido e nas organizações de base. Assim é que
na assembléia de ativistas regionais do Partido, ao serem discutidas a situação em que se encontra a educação partidária na região e as medidas necessárias à sua melhoria, foram descobertas — e submetidas a severa crítica — sérias deficiências na direção da propaganda partidária por parte do Comitê Regional, dos Comitês Urbanos e dos Comitês Distritais do Partido. Esse problema foi posteriormente analisado nos plenos dos Comitês Distritais e dos Comitês Urbanos, nas assembléias do ativo do Partido em todos os distritos e cidades, e também nas assembléias de todas as organizações de base.

A tarefa consiste em conseguir uma elevada eficácia da crítica e autocrítica, e em controlar rigorosamente o cumprimento das resoluções das assembléias e as propostas dos comunistas sobre questões da propaganda partidária. O Comitê Regional do Partido consegue isso, antes de tudo, através da intensificação do controle da execução das próprias resoluções.

Durante o corrente ano letivo, o Comitê Regional do Partido estudou a situação em que se encontra a educação partidária no distrito de Konákov, e discutiu esse problema na reunião do Bureau. Foi comprovado que o Comitê Distrital de Konákov e, principalmente, os secretários do Comitê Distrital não dedicam séria atenção à educação partidária, nem tomam medidas para a eliminação das grandes deficiências na organização do aprendizado político dos comunistas e dos ativistas sem-partido. Foram verificadas sérias deficiências na atividade dos propagandistas, e, principalmente, o baixo nível ideológico e teórico dos trabalhos em grande parte dos círculos e das escolas políticas. Na resolução aprovada a respeito foram assinaladas medidas concretas para a melhoria da educação partidária no distrito; o Comitê Distrital dedicou particular atenção à melhoria do trabalho com os propagandistas. Em cumprimento a essa resolução, militantes da secretaria de propaganda e agitação do Comitê Regional do Partido compareceram várias vezes ao local a fim de prestar ajuda ao Comitê Distrital. Em conseqüência disso, o Comitê Distrital de Konákov melhorou a direção da educação partidária, e começou a trabalhar sistematicamente com propagandistas; secretários e chefes de secções do Comitê Distrital intervém regularmente nos seminários de propagandistas, pronunciando conferências sobre os problemas teóricos.

Chega ao término o ano letivo na rede da educação partidária. Apresenta-se às organizações do Partido e aos propagandistas a tarefa de concluir, de maneira organizada, o ensino em todos os escalões da educação partidária; de realizar as provas em elevado nível ideológico e teórico; de analisar os resultados do trabalho realizado durante o ano, e de assinalar as deficiências — de modo a não permitir que se reproduzam durante o novo ano letivo. O Comitê Regional do Partido convocou para abril uma conferência dos secretários e chefes das secretárias de propaganda e agitação dos Comitês Urbanos e dos Comitês Distritais do P. C. (b) da URSS. Durante essas conferências foram detalhadamente analisadas e discutidas as tarefas relativas à elevação do nível ideológico e teórico dos trabalhos nos círculos e escolas, e também o problema da Conclusão organizada do ano letivo e o da realização das reuniões de balanço. Nas conferências foi chamada a atenção para o fato de que não deve ser admitida a pressa no estudo do material de ensino nas escolas e círculos porque assim baixa a qualidade do aprendizado político.

O Comitê Regional esforça-se no sentido de que a preparação e a realização das reuniões de balanço contribuam para a elevação da qualidade do ensino, a fim de que nessas reuniões os presentes tenham a possibilidade de fortalecer os conhecimentos adquiridos e de compreender mais profundamente o material estudado. As organizações do Partido, segundo as possibilidades e condições locais, indicaram os prazos de terminação dos estudos de cada círculo e escola levando em conta o tempo necessário para a realização do programa de estudo. Muitos Comitês Urbanos e Comitês Distritais aumentaram o número de conferências e consultas para os que estudam individualmente a teoria marxista-leninista. No preparo e realização das reuniões de balanço, prestam ajuda aos propagandistas os Comitês Distritais e os Comitês Urbanos do Partido.

No período de verão devemos realizar um grande trabalho de formação e aperfeiçoamento dos propagandistas; os propagandistas titulares, os dirigentes de seminários de propagandistas, e considerável parte dos propagandistas suplentes freqüentam cursos de aprendizado. O Comitê Regional do Partido toma providências no sentido de reunir conferencistas qualificados com o fim de lecionar nos cursos, de fornecer literatura aos alunos, de criar para esses todas as condições necessárias a um aprendizado produtivo.

É dever das organizações do Partido elevar continuamente o nível teórico dos propagandistas e seu preparo metodológico, e armá-los com a experiência de vanguarda acumulada na rede da educação partidária. O estudo, a generalização e a divulgação dessa experiência é importante tarefa do Comitê Regional, dos Comitês Urbanos e dos Comitês Distritais do Partido. A elevação do preparo teórico e metodológico dos propagandistas e a melhoria de todo o trabalho de seleção e educação dos propagandistas são garantia de um maior ascenso da educação partidária.

A. Vakhmistróv

FONTE: Problemas - Revista Mensal de Cultura Política nº 58 - Junho de 1954. 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário